Manuais gratuitos no 1.º ciclo vai beneficiar aprendizagens e incentivar gosto pelo livro e leitura

Lisboa, 3 de fevereiro de 2020

Do 1.º ao 4.º ano, os alunos vão poder beneficiar de todas as potencialidades dos manuais escolares sem os constrangimentos resultantes da reutilização.

De acordo com notícias avançadas esta manhã, o Governo vai consagrar no próximo Orçamento de Estado a gratuitidade efetiva dos manuais escolares para os alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico, aprovando assim a proposta feita pelo Partido Comunista Português (PCP).

A confirmar-se, tal medida irá ter um impacto muito positivo a vários níveis.

Desde logo, nas aprendizagens dos alunos, pois poderão usufruir plenamente destes importantes recursos didático-pedagógicos numa fase crucial do percurso educativo, no qual se estruturam as bases fundamentais – os primeiros passos na escrita, na leitura e no cálculo. Este facto é de especial relevância uma vez que permitirá também que os pais e encarregados de educação continuem a ter, através dos manuais, uma ferramenta útil de acompanhamento e apoio aos educandos sem quaisquer constrangimentos.

Ao mesmo tempo, esta medida vai permitir aprofundar estratégias de promoção do gosto pelo livro e pela leitura, eliminando barreiras artificiais ao livre manuseamento dos  manuais.

Por outro lado, acreditamos que esta decisão aliviará a pressão que estava a ser colocada nos professores e nas direções escolares em relação ao processo de recolha obrigatória dos manuais escolares.

Pelo exposto, a Associação Portuguesa de Editores e Livreiros – APEL considera muito positiva esta medida.

 

APEL – Comissão do Livro Escolar

Para mais informações, contactar:
Comunicação APEL | comunicacao@apel.pt | Tel.: 21 843 51 82