Editores ilibados da queixa apresentada ao Provedor de Justiça

A APEL divulgou, ontem, um comunicado em que refere que os representantes desta associação foram recebidos em audiência na Provedoria de Justiça, no passado dia 29 de junho, na sequência da queixa apresentada sobre os manuais escolares.

Ao contrário do que foi noticiado, a queixa apresentada ao Provedor de Justiça não visa a APEL nem nenhum dos seus associados e ficou claro que os editores escolares cumprem rigorosa e escrupulosamente a legislação relativa aos manuais escolares.

Na referida audiência, os editores disponibilizaram todas as informações e todos os esclarecimentos relacionados com a atividade, provando que os manuais escolares só são alterados em consequência de mudanças definidas pelo Ministério da Educação, como, aliás, a Lei estipula.

Os meios de comunicação social noticiaram o tema:

RTP (Lusa): http://www.rtp.pt/noticias/cultura/editores-ouvidos-na-provedoria-da-justica-negam-acusacoes-sobre-manuais-escolares_n934508

TVI: http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/apel/editores-cumprem-escrupulosamente-a-legislacao-sobre-manuais-escolares

Porto Canal (Lusa): http://portocanal.sapo.pt/noticia/96936/

Jornal de Notícias: https://apelcomissaodolivroescolar.files.wordpress.com/2016/07/jn_4.pdf

Público (Lusa): https://www.publico.pt/sociedade/noticia/editores-ouvidos-na-provedoria-da-justica-negam-acusacoes-sobre-manuais-escolares-1738617?frm=ult

Observador (Lusa): http://observador.pt/2016/07/18/editores-ouvidos-na-provedoria-da-justica-negam-acusacoes-sobre-manuais-escolares/

Correio da Manhã (Lusa): http://www.cmjornal.xl.pt/cm_ao_minuto/detalhe/editores_ouvidos_na_provedoria_da_justica_negam_acusacoes_sobre_manuais_escolares.html

Educare.pt: http://www.educare.pt/noticias/noticia/ver/?id=113082