Código de Ética do setor da edição escolar

A edição escolar em Portugal é um setor profissional dinâmico e inovador, que apresenta uma gestão eficaz e eficiente e uma elevada preocupação com o rigor científico e com a adequação didática e pedagógica dos seus produtos e serviços, tendo contribuído ao longo de várias década para elevar a qualidade do ensino em Portugal.

As editoras escolares produzem recursos educativos diversos, baseados na investigação e na prática letiva, e concebidos para promover o sucesso escolar em diferentes contextos. A existência dessa pluralidade de recursos educativos, rigorosos e inovadores, disponibilizados pelos editores escolares, é uma importante vantagem para o sistema educativo, pois permite a escolas e professores selecionar os que melhor se adequam aos seus projetos educativos e às suas práticas pedagógicas.

Reconhecendo a importância da liberdade de escolha, por parte dos agentes decisores da adoção de recursos educativos, por entre as diferentes propostas pedagógicas disponibilizadas pelos editores, bem como com a importância de preservar uma atuação responsável e de zelar pela boa imagem do setor, a APEL estabelece o presente Código de Ética, que identifica e divulga princípios gerais e limites éticos para a atuação das editoras escolares, bem como os seus compromissos para com as partes interessadas.

Janeiro, 2016